quarta-feira, 13 de junho de 2012

APENAS OUÇA...

Copiei da Fernanda, a super mamãe do super Nathan... :)
Amo essa dupla!!!


Apenas ouça...

   A música é uma forma de expressão, em um mundo onde muito se sente e pouco se expressa. Pode ser um hobby, já que muito trabalhamos e pouco desfrutamos. Ou pode mexer no fundo da alma, mostrando que ainda estamos vivos, sentindo o coração pulsar, a mente relembrar, nos levando a viver acompanhados de uma melodia que deixa marcas na nossa história, como um registro de nossas lembranças e sentimentos.
   Muito além de notas musicais, partituras ou instrumentos que produzem sons, a música está em tudo, ao nosso redor a todo instante, pode ser sentida no cair de uma folha, no canto dos pássaros, no barulho da chuva ou numa música que toca no rádio e mexe com nossos sentimentos. Acredito na música desta forma, como mostra no filme O Som do Coração (August Rush). E é dessa forma que transmito a música para o Nathan.
   Na minha vida, a música sempre esteve presente. Desde criança tive contato com instrumentos musicais na escola e desde então sempre apreciei música, ela me fascina! Uma boa música para mim é aquela que a letra me faz pensar e refletir, onde todos os sons me levam para longe, me fazem viajar. Adoro música, principalmente quando ela me envolve dessa forma.
   Acredito que todo esse envolvimento musical é fruto da minha infância, onde isso foi estimulado. Meus pais, junto com a escola, sempre me ofereceram oportunidades para que a música fizesse parte da minha vida de uma forma intensa . E por causa disso, até hoje é assim! Música me deixa feliz! Quando toco flauta me solto, me liberto daquilo que ainda me prende. Quando ouço as cordas do violão tenho vontade de cantar e viajar na música que estou cantando. E é dessa forma que a música me transforma numa pessoa melhor.
  Ainda na barriga, cantava e ouvia muitas músicas para o Nathan e desde que ele nasceu dançamos e escutamos diferentes ritmos, toco violão para ele e ofereço a ele instrumentos que fazem barulhos diversos para estimular seus sentidos, ritmo e tudo mais que possa desenvolver. Até confeccionei uns instrumentos em casa para ele brincar e sempre estou atenta a novas possibilidades de sons, sejam eles tambores com os potes da cozinha ou pratos com as tampas de panelas. Tudo pode ser tornar música, basta ter criatividade e imaginação!


   A nossa trilha sonora é variada. Quando bebê as músicas eram mais calminhas, como MPBaby e Isadora Canto. Depois veio a Galinha PintadinhaCocoricó, que ele também adora. Mas nunca me restringi somente à trilha sonora infantil. Na nossa playlist também tem Beatles, que o Nathan gosta de dançar, samba, MPB, forró da Banda Guaypeka (uma boa pedida de música em Floripa), Paula Fernandes, preferência nacional aqui em casa, e por aí vai...
    É no dia-a-dia em família que formamos nossos filhos. E no nosso a música está presente, não só nas caixas de som, mas na vivência. O violão é o grande companheiro do Nathan. Ele adora chegar em casa e dar umas batidas nas cordas, tocar uma música... Ou quando chega alguma visita vai mostrar suas habilidades. Se a mamãe está no computador, lá está ele fazendo suas composições e descobertas, intercalando entre o violão e a flauta. Tenho certeza que é uma forma dele se expressar, extravasar e se soltar. Outro instrumento é a maraca, que toca desde uns 6 meses e até hoje é do interesse dele.
   Oferecer oportunidades à criança é que faz ela se desenvolver. Não precisa ser músico ou grande conhecedor da área, um simples chocalho pode fazer a criança se abrir para um novo universo. Percussão corporal é uma ótima alternativa para desenvolver ritmo, coordenação, aproveitando para ensinar as partes do corpo. Tudo pode virar música, pois a música está em tudo e dentro de nós também!

 
    
   Recentemente começamos a participar de uma aula de musicalização. Inicialmente seria aula de natação, mas algo dentro de mim me levou a escolher a musicalização. Comecei a ponderar vários pontos e o principal era a convivência com outras crianças, a socialização em um ambiente lúdico, com atividades direcionadas. Várias vezes pensei se essa escolha seria pela minha afeição com a música. Em parte acredito que sim, mas por outro lado, essa certeza que tinha dentro de mim fazia parte daqueles sentimentos que as mães têm, aquela certeza de algo que precisa ser feito. E nesse momento, o que precisava ser feito era oferecer um espaço para o Nathan se socializar e se desenvolver mais.
    Desde a primeira aula tive certeza de que fiz a escolha certa. Primeiro porque ele se sentiu muito a vontade. Claro que no início ficou um pouco retraído, mas logo se soltou. Era um ambiente familiar, com brinquedos que faziam bastante barulho e o violão, que ele adora tocar em casa. Então logo foi no colo do Tio Nelson que tocava violão, sem exitar (um fato raro, pois quase não vai no colo de pessoas que não conhece). 

   Essa socialização foi além daquele momento. Pude perceber como ele ficou mais solto em outros locais, passou a interagir mais facilmente com as pessoas. Além disso, as novas sílabas pronunciadas certamente vêm das músicas cantadas na aula, que valorizam diferentes sons, repetição e ritmos. Poder observá-lo e vê-lo desenvolver esse novo conceito de grupo, interagindo com outras crianças, observando-as e aprendendo com elas é algo estimulante, que me deixa muito feliz. E a aula continua em casa, com o Nathan vindo até mim com seus chocalhos e pandeiro, pedindo para eu tocar com ele e dançando todas as músicas!
   A atividade de musicalização vai além de músicas infantis ou brincadeiras com crianças. Ela contribui com o processo de conhecimento, desenvolve a sensibilidade, criatividade, ritmo, concentração, estimula a audição, entre outros, como o estudo sobre A música como meio de desenvolvera inteligência e a integração do ser relata.
   Então vamos estimular nossos filhos a vivenciarem a música em suas vidas, oferecendo atividades no dia-a-dia, eventos musicais e brincadeiras criativas que envolvem a música.
   Uma boa indicação de música infantil em Florianópolis é o grupo Tac Tic Tum, que se formou atendendo aos pedidos de pais, que queriam ver as músicas e histórias cantadas ecoando além das salas de aula, para que outras pessoas pudessem se encantar, entrar no ritmo e cantar junto com este grupo tão talentoso. É dessa forma descontraída que o grupo vem ganhando espaço na cidade, conquistando cada vez mais pais, filhos, jovens e  bebês com sua originalidade, seus personagens simpáticos e sua alegria. Festas, eventos, encontros culturais são alguns dos lugares onde podemos encontrar essa gente bonita que transforma tudo em música e faz todo mundo fazer música em seus shows. Destacando aqui Tia Rosamon, no vocal e Tio Nelson no violão, que além das atividades com o grupo são professores de música. Parabéns pelo trabalho e sucesso!

   Para finalizar, uma música que compus para o Nathan quando ainda estava na barriga.


Um lindo guerreiro nasceu
Nathan presente de Deus
Com olhos de águia a olhar
O mundo a conquistar

Um pequeno aprendiz
Que quer ser feliz
Veio ensinar a amar
Com seu doce jeito de olhar

Parapa parapa parapa pa

Quero te ver sorrir
Seu sorriso alegre me faz
Com você me sinto em paz

Parapa parapa parapa pa

.....

Gostaram? Tem mais, basta clicar http://blogmaecriativa.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário